Category Archives: Planos de Gerenciamento de Resíduos

Gestão de RCC na Grande Vitória/ES – Parte III

Essa publicação é a terceira e última parte do TCC de Ana Paula Schwanz da Silva, desenvolvido para a conclusão de seu curso de Engenharia Civil. Nomeado “Gestão de Resíduos Sólidos de edificações em empresas na Grande Vitória /ES (Estudo de caso)”. Formada

Gestão de RCC na Grande Vitória/ES – Parte II

Essa publicação é referente a segunda parte do TCC de Ana Paula Schwanz da Silva, desenvolvido para a conclusão de seu curso de Engenharia Civil. Nomeado “Gestão de Resíduos Sólidos de edificações em empresas na Grande Vitória /ES (Estudo de caso)”. Formada

Gestão de RCC na Grande Vitória/ES – Parte I

Essa publicação é referente ao TCC de Ana Paula Schwanz da Silva, desenvolvido para a conclusão de seu curso de Engenharia Civil. Nomeado “Gestão de Resíduos Sólidos de edificações em empresas na Grande Vitória /ES (Estudo de caso)”. Formada em Engenharia Civil

PGRS de Serviços de Saúde

Os Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos dos Serviços de Saúde, ou PGRS de Serviços de Saúde, além de serem instrumentos de aplicação de Leis, são ferramentas para a gestão dos resíduos gerados em determinados empreendimentos. A Política Nacional de

Gestão de Resíduos Sólidos em Condomínios Residenciais

A Gestão de Resíduos Sólidos em Condomínios Residenciais configura-se como um conjunto de ações que visam identificar os tipos de resíduos e aplicar métodos de separação para sua destinação final ambientalmente adequada. Estas ações trazem benefícios que vão desde a

O Conteúdo de um Plano de Gerenciamento de Resíduos

O Conteúdo de um Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos – PGRS de qualquer empresa no Brasil é definido pela Política Nacional de Resíduos Sólidos brasileira e pelo Termo de Referência do Órgão Municipal responsável onde a empresa está localizada e

Quem pode ser responsável por um Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos

Milhares de empresas em todo o Brasil estão buscando profissionais qualificados para a prestação de serviços para a elaboração de PGRS. Mas quem pode ser responsável por um Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos? Que profissional pode legalmente ser o

Empresas em Curitiba precisam de empresas e profissionais qualificados em resíduos sólidos

Com a implantação da Política Nacional de Resíduos Sólidos cada vez mais efetiva em cidades brasileiras, empresas em Curitiba precisam de empresas e profissionais qualificados em resíduos sólidos. De acordo com a legislação local, cada propriedade tem direito a descartar

Expectativas para o setor de resíduos sólidos em 2015

www.portalresiduossolidos.com

O estímulo crescente ao desenvolvimento sustentável dado por diversos países do mundo, além de ajudarem no equilíbrio do planeta, também criam inúmeras oportunidades de negócios em diversos países. Na Europa, a chamada economia circular já movimenta mais de 350 bilhões

Plano de Negócio para Usinas de Reciclagem

Usinas de Reciclagem são o elo que fecham o circuito da sustentabilidade em uma economia circular permitindo que resíduos possam ser reprocessados e transformados em matéria prima secundária e dessa forma, reintroduzidos no setor industrial como um importante insumo. Para aproveitar

Elaboração de Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos segundo a Política Nacional de Resíduos Sólidos brasileira

Elaboração de Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos segundo a Política Nacional de Resíduos Sólidos brasileira

Para atender a demanda de milhares de empresas em todo o Brasil, o Portal Resíduos Sólidos lança o curso online de Elaboração de Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos segundo a Política Nacional de Resíduos Sólidos brasileira e qualifica profissionais que

Quem precisa elaborar Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos no Brasil

A Política Nacional de Resíduos Sólidos brasileira estabelece princípios, objetivos e instrumentos, bem como sobre as diretrizes relativas à gestão integrada e ao gerenciamento de resíduos sólidos, incluídos os perigosos, às responsabilidades dos geradores e do poder público e aos

Responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos

Diversos estudos que podem ser comprovados com simples observações mostram que durante a vida útil de um determinado produto são inúmeros os agentes envolvidos que podem contribuir significativamente para ajudar no combate de problemas ambientais. Desde o fabricante, passando pelo

Legislação local em vigor

A legislação local que interfira com a gestão dos resíduos precisa ser informada no capítulo Diagnóstico dos Municípios – Legislação local em vigor do diagnóstico geral. A elaboração do PGIRS demandará, ao final, a realização de ajustes em legislação existente. Em cada

Diagnóstico dos Municípios – Dados gerais e caracterização dos resíduos

O capítulo Diagnóstico dos Municípios – Dados gerais e caracterização dos resíduos do PGIRS deverá apresentar os resíduos que ocorrem nas localidades. Nos itens a seguir são apresentadas informações gerais que auxiliarão na distinção dos resíduos e na definição das

Diagnóstico dos Municípios – Situação do saneamento básico

No capítulo referente a Diagnóstico dos Municípios – Situação do saneamento básico do Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos – PGIRS, deve ser traçado um quadro geral da situação do saneamento nos municípios, considerando-se todas as modalidades definidas na Lei Federal de

Situação dos resíduos sólidos no Estado

Antes de apontar qualquer solução no PERS, é preciso conhecer a situação dos resíduos sólidos no Estado. O Plano Estadual de Resíduos Sólidos – PERS, deverá seguir as orientações da Política Nacional de Resíduos Sólidos para a sua elaboração. A

Atividades Geradoras de Resíduos Sólidos

Parte do diagnóstico dos Planos Estaduais de Resíduos Sólidos deve identificar as Atividades Geradoras de Resíduos Sólidos dentro do Estado. Esse trabalho consiste no levantamento, avaliação e mapeamento dos empreendimentos ou atividades mais significativos sob o ponto de vista de

Diagnóstico, Estudos E Plano De Ação Do Plano Estadual de Resíduos Sólidos – PERS

O PERS deverá ser estruturado a partir da situação de todos os tipos de resíduos, em todas as regiões do Estado, acompanhado de análise das características dominantes, volumes gerados, destinação e custos, visando subsidiar as discussões públicas e participativas que

O processo de elaboração do Plano Estadual de Resíduos Sólidos – PERS

O processo de elaboração do Plano Estadual de Resíduos Sólidos – PERS deverá seguir os requisitos sugeridos por parte da SRHU/MMA visando garantir a institucionalização do PERS pelo Governo Estadual, destacando-se a constituição de dois fóruns de acompanhamento com funções

Objetivos do Plano Estadual de Resíduos Sólidos – PERS

Entender os Objetivos do plano estadual de resíduos sólidos – PERS é fundamental para o planejamento desse trabalho que vai mudar a cara do país. A elaboração do Plano Estadual de Resíduos Sólidos – PERS, nos termos previstos no art.16 da

Roteiro Para Elaboração Do Plano Estadual De Resíduos Sólidos – PERS

A Lei 12.305/2010, também conhecida como Política Nacional de Resíduos Sólidos, sancionada em 2010 marca um novo tempo no Brasil e exige dos setores públicos e privados transparência no gerenciamento de seus resíduos através da elaboração de Planos de Gerenciamento

Ações para a mitigação das emissões dos gases de efeito estufa

Adotadas soluções de disposição final ambientalmente adequadas para os rejeitos, a atenção dos gestores deverá estar centrada, entre outras questões, nas ações para a mitigação das emissões de gases de efeito estufa (GEE) originada da decomposição de resíduos orgânicos, presentes

Programas especiais para as questões e resíduos mais relevantes

O diagnóstico desenvolvido pelo Comitê Diretor e Grupo de Sustentação deve ter reconhecido os resíduos que, na peculiaridade local, são aqueles de presença (em volume) mais significativa, causadores dos problemas mais impactantes. Podem ser os resíduos gerados em forte atividade

Responsabilidades públicas e privadas no setor de resíduos sólidos

A definição das diretrizes e estratégias, e programação das ações para a implementação do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos – PMGIRS, deverá considerar diferenciadamente os agentes envolvidos e suas respectivas responsabilidades para atender as diretrizes da nova

Perspectivas para a gestão associada com municípios da região

Os resultados do Diagnóstico Geral devem ter permitido uma visualização dos problemas, das carências e dos potenciais da região e nos ajudam a entender as perspectivas para a gestão associada com municípios da região. Refletirão, certamente, o resultado dos esforços

Sistema de cálculo para a cobrança da Tarifa do Lixo

É parte do conteúdo do Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos a definição do chamado sistema de cálculo para a cobrança da Tarifa do Lixo para cobrir os custos da prestação dos serviços públicos e demonstração da forma de

Implementação das ações

As dificuldades financeiras e a fragilidade da gestão de grande parte dos municípios brasileiros para a implementação das ações e solução dos problemas relacionados aos resíduos sólidos abre espaço para que as cidades se organizem coletivamente visando a construção de planos

Metas, programas e recursos necessários para os Planos de Resíduos Sólidos

Definidas as diretrizes e estratégias, é hora de rever as metas, programas e recursos necessários para a implantação dos Planos de resíduos sólidos. Os Planos de Gestão deverão definir as metas quantitativas para as quais serão desenvolvidos programas e ações.

Diretrizes e estratégias dos Planos de Resíduos Sólidos

As diretrizes e estratégias dos Planos de Resíduos Sólidos respeitarão as exigências da Lei 12.305/2010 e da Lei 11.445/2007, enfatizando a questão da sustentabilidade econômico e ambiental, com atenção no encerramento dos lixões existentes. Deverá ser central a atenção à

Elaboração do diagnóstico para Planos de Resíduos Sólidos

A Elaboração do diagnóstico para Planos de Resíduos Sólidos é a parte de fundamental importância desse processo. É através destes dados que os investidores poderão dimensionar o tamanho das usinas de reciclagem, usinas de compostagem, aterros sanitários, biodigestores, … além

Metodologia para elaboração dos planos de resíduos sólidos

A metodologia para elaboração dos planos de resíduos sólidos deve levar em consideração o processo participativo, a organização institucional do processo participativo, os prazos (horizonte temporal e revisões) e claro, o conteúdo mínimo dos Planos estabelecido com Política Nacional de

O processo de planejamento para a elaboração de Planos de Resíduos Sólidos

Para ter Planos de Resíduos Sólidos qualidade é necessário entender o processo de planejamento para a elaboração de Planos de Resíduos Sólidos. Na ênfase dada pela Lei 12.305 ao planejamento, em todos os níveis, o Plano Nacional de Resíduos Sólidos

Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos para Matadouros Frigoríficos

Os frigoríficos tem como principal característica o fato de realizarem o processamento e armazenamento de produtos de origem animal, gerando seus derivados e subprodutos. No caso dos matadouros frigoríficos, estes também englobam as funções dos abatedouros e também realizam abate

Planos de Gerenciamento de Resíduos para o Setor Agrosilvopastoril

A Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/2010) exige em seu artigo 20° Inciso V que empreendimentos do setor Agrosilvopastoril demonstrem através de um Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS) como pretendem fazer a destinação final ambientalmente adequada de

Uma nova política de gestão para os resíduos da construção civil

A nova legislação O Estatuto das Cidades, Lei Federal nº 10.257, promulgada em 10/6/2001, determina novas e importantes diretrizes para o desenvolvimento sustentado dos aglomerados urbanos no País. Ele prevê a necessidade de proteção e preservação do meio ambiente natural

Como medir a qualidade de Planos de Gerenciamento de Resíduos

A Política Nacional de Resíduos Sólidos exige que todos os municípios brasileiros, assim com milhares de empresas no Brasil elaborem seus devidos Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos. Alguns municípios brasileiros já começaram o trabalho e outros já até concluíram,

CEASA – transformando desperdício de alimentos em desenvolvimento sustentável

As Centrais de Abastecimento, mais conhecidas como CEASAs, foram a solução encontrada pelo governo brasileiro na década de 60 quando o Governo Federal identificou um problema enorme no sistema de comercialização de produtos hortigranjeiros em todo o território nacional. Baseada

Reciclagem de Gesso

A produção de gesso ocorre a partir do aquecimento da gipsita, um material encontrado em todo o mundo e abundante na natureza. Sua composição química é basicamente sulfato de cálcio hidratado (CaSO4•2H2O) e pelo hemidrato obtido pela calcinação desse (CaSO4•½H2O).

A Gravimetria dos resíduos é necessária para todos os Planos de Resíduos Sólidos

A Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS é um marco na história do país e tem como base o desenvolvimento sustentável. A implementação da Lei 12.305/2010 começa com o planejamento do setor onde a Gravimetria dos resíduos é necessária para todos

Resíduos de serviços de saúde: o porquê de um correto gerenciamento

O correto gerenciamento dos Resíduos de Serviços de Saúde (RSS) é fundamental para garantir a qualidade da saúde pública, a preservação do meio ambiente e as condições de segurança ocupacional. De acordo com Brasil (2006) esses resíduos é parte importante da totalidade dos

Responsáveis por Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos poderão ser presos

Os Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos são uma exigência da Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/2010) para empreendimentos ou atividades que operem ou gerem determinados tipos de resíduos no Brasil. Segundo a Lei, Responsáveis por Planos de Gerenciamento de