Quem deve e pode elaborar Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos

Quem deve e pode elaborar Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos? Fabrício Soler é o nosso ilustre convidado para falar desse tema AO VIVO no dia 21/09/2017 as 17hs de Brasília.

Os Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos representa um importantíssimo instrumento para a realização da Política Nacional de Resíduos Sólidos brasileira. A Lei 12.305/2010 exige que grandes geradores de resíduos, ou seja, aqueles que geram resíduos que não são comparáveis em tipo e/ou quantidade com os resíduos domésticos, elaborem e comprovem a destinação de seus resíduos de forma ambientalmente adequada.

A partir disso, o profissional habilitado a trabalhar com elaboração de PGRSs, deve ser um conhecedor das diferentes formas de destinação antes de indicar qualquer disposição de resíduos. Isso exige uma participação maior do profissional, que deve conhecer cooperativas, usinas de reciclagem, compostagem, biogás, entre outras tornando-se assim, um importantíssimo agente do desenvolvimento sustentável.

O mercado para consultores está super aquecido e independente de crises. Mas afinal de contas, Quem deve e pode elaborar Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos no Brasil?

Quem é Fabrício Soler

Fabrício Soler no Portal Resíduos Sólidos

Nosso entrevistado é Fabrício Soler, sócio da empresa Felsberg Advogados é advogado especializado em Direito dos Resíduos e Direito Ambiental, com notória atuação com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, acordos setoriais, logística reversa e responsabilidade compartilhada;

Mestre em Direito Ambiental pela PUC, MBA Executivo em Infraestrutura pela FGV, especialista em Gestão Ambiental pela USP e pós-graduado em Gestão e Negócios do Setor Energético também pela USP;

Curso para especialistas em resíduos sólidos

Cursos em resíduos sólidos no portal mais especializado do setor

Organizador do Código dos Resíduos, coautor do livro Gestão de Resíduos Sólidos, o que diz a lei, e dos capítulos Acordos Setoriais, Regulamentos e Termos de Compromisso, do livro Política Nacional, Gestão e Gerenciamento de Resíduos Sólidos; e Resíduos Sólidos: matéria em crescente judicialização, que compõe o livro Design, Resíduo & Dignidade;

Indicado pelas publicações internacionais Latin Lawyer, Chambers and Partners (Latin America), The Legal 500 e Who’s Who Legal, bem como pela brasileira Revista Análise Advocacia dentre “Os Mais Admirados do Direito” na categoria Ambiental, em especial pela atuação com resíduos sólidos;

Consultor do Banco Mundial para estudos em resíduos sólidos; professor de cursos de pós-graduação; palestrante; Conselheiro de Meio Ambiente da FIESP; presidente da Comissão de Direito da Energia da OAB/SP;

Consultor jurídico do estudo Estimativas dos Custos para Viabilizar a Universalização da Destinação Adequada de Resíduos Sólidos no Brasil, elaborado pela GO Associados em parceria com a Abrelpe;

Recentemente assessorou empresas e entidades representativas por meio de consultoria jurídico-institucional ambiental no âmbito das negociações em torno da celebração de Acordos Setoriais e Termos de Compromisso, visando à estruturação e implantação de sistema de logística reversa de produtos: (a) eletroeletrônicos de uso doméstico e seus componentes (linhas branca, marrom e azul); (b) de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos; (c) de limpeza e afins; (d) pneus; (e) óleo lubrificante; (f) destinados a animais pet (de estimação); (g) químicos; (h) máquinas e equipamentos; entre outras empresas de tecnologia de informação (linha verde), embalagens de vidro, embalagens de óleo lubrificante, cosméticos, alimentos, carnes, entre outros.

A entrevista será transmitida via Hangout logo abaixo:

Gostou? Clique no botão G+ e compartilhe nas redes sociais para indicar que deseja mais conteúdo relacionado com este tema.

About Gleysson B. Machado

Sou formado em Dip. Ing. Verfahrenstechnik (Eng. Química) pela Universidade de Ciências Aplicadas de Frankfurt/M na Alemanha com especialização e experiência em Tecnologias para geração de Energia e Engenharia Ambiental. Larga experiência em Resíduos Sólidos com foco em Biodigestores Anaeróbios

Deixe seu comentário